Dez Mulheres que Amaram Demais

de

17,50€ 14,00€*

Dez mulheres que desafiaram convenções, alcançaram o êxito e o poder e amaram sem limites. Histórias de vida que revelam a sabedoria, a determinação e a resiliência feminina. 


PORTES: GRÁTIS DISPONIBILIDADE: Em Stock DESCONTO IMEDIATO DE 20% * DESCONTO VÁLIDO DE 27/11/2020 ATÉ 14/12/2020 Sobre preços e promoções consulte as nossas Condições Gerais de Venda.
ISBN: 9789897245510 Edição ou reimpressão: Novembro de 2020 Páginas: 304 Dimensões: 23.50 x 15.50 x 0.00 cm Peso: 300 Categoria: Temática:

Maria Callas * Marie Curie * Coco Chanel * Gala Dalí * Wallis Simpson * Golda Meir * Marlene Dietrich * Marguerite Yourcenar * Madre Teresa de Calcutá * Jackie Jennedy Onassis

Com o seu olhar perspicaz, envolvente e sem preconceitos, Helena Sacadura Cabral conta-nos como estes ícones femininos perseguiram os seus sonhos e se distinguiram nos mais variados campos, da literatura à ciência, passando pelo cinema, política e música. Os seus feitos ajudaram a moldar o século XX e abriram portas a muitas outras mulheres pelo mundo fora. 

Em Dez Mulheres que Amaram Demais, Helena Sacadura Cabral oferece-nos um relato cativante da vida de uma dezena de mulheres que marcaram o século XX. Lutaram para alcançar os seus sonhos, apaixonaram-se de forma explosiva e deixaram marcas que o tempo não apaga. 

Existem diversas formas de amar, formas díspares de viver e sentir este sentimento universal. Helena Sacadura Cabral retrata nesta obra mulheres fascinantes, algumas à frente do seu tempo, que amaram sem limites, desafiaram convenções e entregaram-se de corpo e alma à sua vocação. 

Maria Callas é indissociável da sua voz. Marie Curie amou a ciência acima de tudo, Coco Chanel, a moda e Marguerite Yourcenar, a sua literatura. A extravagante Gala Dalí entregou-se à arte, enquanto Wallis Simpson se deixou fascinar pelo estatuto e pela riqueza. Golda Meir amou a terra, o povo e um projecto político; a actriz Marlene Dietrich, por seu turno, amou homens, mulheres e a sétima arte. Jacqueline Kennedy Onassis viveu sempre perto de homens de poder; já madre Teresa de Calcutá entregou-se a Deus e ao outro, sem limites.

O amor foi uma componente importante, apesar de constituir o lado menos conhecido da vida de algumas destas mulheres. E é precisamente esse lado mais enigmático que este livro revela.