Um Lugar Dentro de Nós

de

15,50€ 13,95€*

«Não sigas a minha viagem. Procura que a tua viagem surja dentro de ti.»

O livro mais intenso e mais envolvente de Gonçalo Cadilhe. 


PORTES: GRÁTIS DISPONIBILIDADE: Em Stock DESCONTO IMEDIATO DE 10% * DESCONTO VÁLIDO PARA O DIA 25/04/2019 Sobre preços e promoções consulte as nossas Condições Gerais de Venda.
ISBN: 9789897240164 Edição ou reimpressão: Julho de 2012 Páginas: 224 Dimensões: 23.50 x 16.00 x 1.00 cm Peso: 138 Categoria: Temática:

Porque cada um de nós é um imenso mundo por explorar, Gonçalo Cadilhe convida-nos a partir à descoberta do que somos e do que as viagens fazem de cada um de nós. 

No momento em que completa 20 anos de aventura e descobertas pelo mundo, e depois de nove livros trepidantes sobre as suas viagens, Gonçalo Cadilhe apresenta nesta obra o seu trabalho mais sereno e envolvente até à data.
Um Lugar Dentro de Nós não pretende partilhar apenas as jornadas do autor e de outras pessoas com quem se cruza, mas visa essencialmente inspirar o leitor para que cumpra o seu próprio destino. «Não sigas a minha viagem. Procura que a tua viagem surja dentro de ti.»

Um Lugar Dentro de Nós apresenta um conjunto de reflexões vividas em viagem e uma série de imagens de alguns lugares espalhados pelo mundo, mas captadas pela sensibilidade do homem que olha e não do homem que escreve. O que me interessava fotografar era a minha própria felicidade, feita de luz e pureza sobre a paisagem. Cada fotografia minha era um lugar dentro de mim.



Excertos
«Cada vez que deixamos de ser eficientes, cumpridores, responsáveis, pontuais, cada vez que reformulamos as prioridades da vida e metemos o tempo à frente do dinheiro, os amigos à frente do patrão, a conversa à frente do negócio, a lentidão à frente da pressa, somos mais felizes.»

«E de noite, sempre à noite, apoiado na amurada, no silêncio e na contemplação que só o infinito líquido e ondulante dos oceanos permite, compreendia o mesmo que qualquer astronauta pode compreender: que este planeta nunca deveria ter sido chamado de Terra por ninguém, pois a sua substância fundamental é a água, e os indivíduos mais felizes da espécie humana são aqueles que a escolhem como caminho de viagem.»