E Agora?

de

13,50€ 12,15€*

Depois da crise, nada será como dantes, avança Pedro Adão e Silva. A crise do euro, as falsas reformas, o futuro de Portugal.


PORTES: Sujeito a portes DISPONIBILIDADE: Em Stock DESCONTO IMEDIATO DE 10% * DESCONTO VÁLIDO PARA O DIA 27/03/2019 Sobre preços e promoções consulte as nossas Condições Gerais de Venda.
ISBN: 9789897240669 Edição ou reimpressão: Junho de 2013 Páginas: 200 Dimensões: 23.50 x 15.50 x 1.30 cm Peso: 294 Categoria: Temática:

Para Pedro Adão e Silva, professor, colunista e comentador político, Portugal tem de estabilizar as políticas públicas, institucionalizar os processos políticos e a cultura de diálogo e de negociação para superar a atual crise económica. 

A estabilização, a institucionalização e uma cultura de negociação são condições necessárias para enfrentarmos os dois principais desafios que temos a curto prazo: renegociar as condições da nossa participação no euro e reestruturar a dívida, defende o autor.

Portugal só será capaz de encarar o futuro se as respostas políticas combinarem preocupações financeiras e económicas com políticas públicas estáveis e planeadas. Se não extrairmos lições do passado ― do que correu mal mas, também, do muito que correu bem ― estamos condenados a fracassar, acrescenta.

E ainda assim, embora devastado do ponto de vista económico e social, mas também em termos políticos e institucionais, sob tutela externa e armadilhado pelo euro, Portugal tem condições para criar melhores perspetivas de futuro.



Adão e Silva é um sociólogo de mérito que, implacável e serenamente, examina as razões da crise, percorre o denso e acidentado percurso da nossa sociedade, das nossas insuficiências, da história europeia e dos dilemas decorrentes da construção europeia, para terminar com uma larga visão de um futuro de esperança e exigência, quer num combate a um certo facilitismo reinante, quer na crítica certeira a uma agenda ideológica militante que enquadra os programas de assistência financeira e o atual quadro europeu. Jorge Sampaio in Prefácio.