Até nos Vermos Lá em Cima

de

19,90€ 17,91€*

Romance vencedor do Prémio Goncourt 2013 .

Uma obra dura e inesquecível, já adaptada para o grande ecrã. 


PORTES: GRÁTIS DISPONIBILIDADE: Em Stock DESCONTO IMEDIATO DE 10% * DESCONTO VÁLIDO PARA O DIA 19/11/2019 Sobre preços e promoções consulte as nossas Condições Gerais de Venda.
ISBN: 9789897241529 Edição ou reimpressão: Junho de 2014 Páginas: 496 Dimensões: 23.50 x 15.50 x 2.40 cm Peso: 282 Categoria: Temática:

Fresco de uma rara crueldade, notável pela sua arquitetura e pelo poder de evocação, Até nos Vermos Lá em Cima é um grande romance sobre o pós-guerra de 1914-1918, a ilusão do armistício, sobre a forma como o Estado glorifica os seus desaparecidos e se desembaraça dos cidadãos vivos e incómodos, sobre a abominação instituída em virtude. 

Na atmosfera crepuscular dos amanhãs que conduzem ao desencantamento, povoada de miseráveis fantoches e de cobardes aclamados como heróis, Pierre Lemaitre compõe a grande tragédia dessa geração perdida com um talento e uma segurança impressionantes.

Sobre as ruínas da Grande Guerra, dois sobreviventes das trincheiras, consideravelmente maltratados, desforram-se levando a cabo uma burla tão espetacular como amoral. Dos trilhos da guerra à subversão da pátria vitoriosa, vão descobrir que a França não brinca com os seus mortos… Até nos Vermos Lá em Cima é uma singular história de cumplicidade atravessada por inesperadas cenas de amor e momentos de puro encantamento.

Só em França, Até nos Vermos Lá em Cima já vendeu mais de 550.000 exemplares, e os direitos foram cedidos para 23 países, transformando este romance num fenómeno internacional.



«Após um arranque prodigioso, Pierre Lemaitre mantém o ritmo do princípio ao fim de uma obra extremamente romanesca e rocambolesca, que cumpre todas as suas promessas. Com um fôlego impressionante, uma arte segura no tratamento do horror, Lemaitre coloca em cena a culpabilidade, a burla e a mistificação… Um livro que não se consegue parar de ler.» Livres Hebdo

 «Um livro imaginado e descrito com talento e escrito com vigor. Impossível pô-lo de lado até chegar à última página.» Le Soir

«Narrativa eficaz, estilo impecável, sentido de humor e do trágico. Um triunfo em toda a linha, daqueles que reconciliam a literatura popular com a literatura, simplesmente.» Les Echos

«As reviravoltas são mais do que muitas, e o final, particularmente conseguido, concilia a tragédia antiga com a mais comovedora história de amor.» Le Figaro

«Um texto tenso, cheio de ritmo, explosivo, em que se misturam uma visão da França dos anos 1919-1920, a um tempo violenta e jovial, desencantada e burlesca, e um desfile de personagens que recorda, entre outros, Balzac.»  Le Figaro Magazine

«O romancista traça com mestria um fresco da França do pós-guerra, um país onde os impostores triunfam e os capitalistas enriquecem cinicamente sobre as ruínas. Adiciona ao quadro retratos inesquecíveis, como os de um burocrata, um cobarde de coração mole e um excêntrico que disse “não”.» Le Monde des Livres  

«Lemaitre desfere um poderoso golpe: cativante, profundo e comovente, este romance consagra um enorme talento. A linguagem, viva, apurada e original, é dominada pelo autor na perfeição. Eis uma ficção prodigiosa que não passará despercebida.» Lire

«Magnífico. Uma escrita fantástica, dura, tão eficaz como um murro na cara. Leiam este grandioso livro e vão ficar espantados.» L'Express