Antes Que Seja Tarde

de

15,50€ 13,95€*

Um romance provocador sobre o adultério, o descompasso do amor, a tentação do fruto proibido.


PORTES: GRÁTIS DISPONIBILIDADE: Em Stock DESCONTO IMEDIATO DE 10% * DESCONTO VÁLIDO PARA O DIA 16/02/2019 Sobre preços e promoções consulte as nossas Condições Gerais de Venda.
ISBN: 9789897244001 Edição ou reimpressão: Novembro de 2017 Páginas: 272 Dimensões: 23.50 x 15.50 x 2.10 cm Peso: 278 Categoria: Temática:

Tendo como pano de fundo a segunda metade do século passado e os primeiros anos deste novo milénio, Antes que Seja Tarde traz o adultério à ribalta, retratando a vida como ela é, quase sempre pouco linear, tantas vezes repleta de segredos. 

Nesta narrativa protagonizada por três mulheres de gerações diferentes, todas tocadas pela vertigem de um amor proibido, encontramos também uma Lisboa do Estado Novo, uma sociedade guardiã da moral e dos bons costumes. 
O romance surpreende pelas vozes que fazem a história avançar e pelas descrições cuidadosas de outras épocas e espaços, num retrato fiel e acutilante das relações proibidas até ao dia de hoje. Além de guiar o leitor pelas ruas de uma cidade que quase já não existe, Margarida Rebelo Pinto percorre o mapa do coração destas três mulheres, perde-se com elas e com elas chega ao destino traçado. 

Maria de Lurdes estava apaixonada por Alfredo quando conheceu Luís, que se encantou por ela. Luís era casado com Amelinha e pai de Maria do Amparo, que vive uma paixão proibida. Luisinha, a sua filha mais velha, irá viver uma história de amor arriscada e impossível, tal como a mãe. 

Este é um romance sobre o lado mais selvagem do amor, quando a paixão manda mais do que a razão e os sentidos falam mais alto. Os amores proibidos nunca caem na rotina, mas serão o caminho certo para o verdadeiro amor? O que fazer quando não se pode construir uma vida com quem se ama? 

O destino cruzado destas 3 mulheres leva-nos a uma viagem alucinante sobre o lado obscuro das relações, onde a mentira, a traição e o adultério andam a par com a dignidade de uma grande história de amor. 

Quando vivemos num mundo em que as relações estáveis e seguras são cada vez mais raras, viver uma grande paixão pode ser o único caminho.

Uma coisa é querer uma companhia, outra é forçar o coração. Não há como fazê-lo. 
Ou gostas ou não gostas. Borboletas, nem uma. Alguém me levou as borboletas todas e agora não sinto nada. Só a tristeza de não sentir, um vazio que faz imenso barulho dentro da minha cabeça. Vazio e tristeza. Ainda assim, já é uma tristeza conformada. 
Uma pessoa habitua-se a tudo na vida, e quando dá por isso, já é outra pessoa.